Da Página do MST*

Na semana passada, em Bruxelas, o Parlamento Europeu votou o novo texto que reintroduziu o direito dos Estados Membros uma base jurídica sólida que lhes permita proibir, nos seus territórios, o cultivo de Organismos Geneticamente Modificados (OGM).

A Comissão Meio Ambiente do Parlamento emendou o acordo alcançado pelo Conselho da UE em junho, que continha muitas falhas e era contrário ao voto expresso no Parlamento anterior.

As alterações melhoram o texto deixando para trás a orientação pró-OGM, que tinha sido o resultado da pressão do governo britânico.

Com o novo texto, os Estados-Membros poderão proibir o cultivo de organismos geneticamente modificados por razões ambientais, e limitou o papel central que os ministros da UE queriam dar às empresas de biotecnologia.

A questão não está concluída. O Parlamento, a Comissão e os governos, nas próximas semanas, deverão efetivamente iniciar as negociações, para que o texto definitivo da nova lei possa finalmente ser realizado.

O papel da presidência italiana será decisivo para fazer com que a proposta de lei não seja adulterada e o texto não se transforme em um cavalo de Tróia durante as negociações em sede européia.

*Com informações do Greenpeace

Desde 2008, o Brasil, vem ocupando o lugar de maior consumidor de agrotóxicos no mundo. Os impactos à saúde pública são amplos porque atingem vastos territórios e envolvem diferentes grupos populacionais, como trabalhadores rurais, moradores do entorno de fazendas, além de todos nós que consumimos alimentos contaminados.

Diante desta situação, mais de 100 entidades nacionais constroem desde 2011 a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que tem o objetivo de sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e anunciar um novo modelo de produção de alimentos baseado na Agroecologia.

Junte-se a nós! Entre em contato e saiba mais.

Pelo fim da pulverização aérea!

Pelo fim da isenção de impostos aos agrotóxicos!

Pelo banimento imediato dos agrotóxicos banidos no exterior!

Por uma água livre de agrotóxicos!

Pela criação de zonas livres de agrotóxicos e transgênicos!

Dossiê ABRASCO

Alguém ainda acha que agrotóxico não faz mal? Veja nos dossiês da ABRASCO (parte 1parte 2, parte 3) a devastação que os agrotóxicos e o agronegócio vem causando à população brasileira.

O veneno está na mesa 2

Baixe a imagem para gravar um DVD em alta qualidade do filme

Baixe a arte da capa e bolacha para impressão

Depois do sucesso do primeiro filme, o diretor Silvio Tendler, em parceria com a Campanha, lança o Veneno está na Mesa. Desta vez, o foco é na agroecologia que prova que é possível alimentar o Brasil e o mundo sem venenos.